Arcebispo de Palmas participa de 33º Curso Anual para Bispos

 

Nesta segunda-feira (22), iniciou o 33º Curso para os Bispos do Brasil, o Centro de Estudos do Sumaré, oferecido pela Arquidiocese do Rio de Janeiro. Este ano, o evento tem como tema: “Antropologia integral e a crise da cultura atual: reflexões, consequências e encaminhamentos.” Estão participando 80 bispos de todo o Brasil, incluindo a presença de Dom Pedro Brito Guimarães, Arcebispo Metropolitano de Palmas.


Segundo Dom Pedro, em uma entrevista dada ao repórter Eduardo Gois da Tv Aparecida, estudar a Antropologia, que é o estudo do Homem, é necessária para entender a si mesmo, o outro, e onde se enquadra a missão da Igreja dentro da sociedade. Conhecer os anseios humanos atuais para ter uma visão clara da evangelização. “A nossa missão recorre a isso. Para eu evangelizar uma pessoa, para eu dialogar, eu preciso conhecer o coração das pessoas, falar ao seu coração. (…) Por isso, temos que entender quem são essas pessoas que estão precisando nos ouvir.”, explicou Dom Pedro.

Ao final da entrevista, o Arcebispo enfatizou a importância de estar sempre aprendendo coisas novas, independente da idade ou cargo na Igreja: “O mundo mudou. Nós estamos no século 21, não mais no século 20. Somos século 21. As coisas mudaram tão rapidamente que a gente perdeu o referencial. Se a gente não estudar, a gente não consegue evangelizar, não consegue chegar ao coração das pessoas.”. Ele reforçou também o quanto o diálogo correto é necessário para cuidar do povo de Deus, em especial daqueles que se afastaram da Igreja.

A programação seguirá até o dia 26 de janeiro, sexta-feira, com formações ministradas por conferencistas brasileiros e internacionais.

Conferências

Este ano, o encontro será dividido em Conferências com temáticas como : 1 – “O atual momento e as implicações especificamente antropológicas”; 2 – “Concepção antropológica presente na Sagrada Escritura” – parte 1; 3 – “O ser humano à luz da teologia sistemática” – parte 1; 4 – “O atual momento e as implicações especificamente antropológicas” – parte 2; 5 – “Uma antropologia cristã no contexto da pós-modernidade”; 6 – “O ser humano à luz da teologia sistemática” – parte 2; 7 – “Concepção antropológica presente na Sagrada Escritura” – parte 2; 8 – “A antropologia do Papa Francisco à luz do problema educativo”; 9 – “A identidade aberta: o cristão e a questão antropológica”; 10 – “Os desafios da comunicação para antropologia”.

 

 

Fotos:  Gustavo de Oliveira e Bruno Carvalho – Arquidiocese do Rio de Janeiro

Posts Relacionados