Arquidiocese de Palmas

Arquidiocese de Palmas inicia trabalhos do Sínodo

Em missa celebrada na Catedral de Palmas no último sábado, 16, a Arquidiocese de Palmas iniciou formalmente sua caminhada em virtude do Sínodo dos Bispos. O sínodo foi convocado pelo santo padre o Papa Francisco, “ Por uma Igreja Sinodal: comunhão, participação e missão.

Em Missa presidida pelo arcebispo metropolitano da Arquidiocese de Palmas, Dom Pedro Brito Guimarães, com presença do clero, religiosos e leigos, foi o ponta pé inicial às atividades preparatórias para a fase diocesana do Sínodo Eclesial que se dará em Roma no ano de 2023.

O primeiro sínodo convocado por um papa até hoje que teve esse caráter universal: um Sínodo Eclesial! “Este Sínodo me identifica, é minha carteira de identidade. Neste sínodo me sinto em casa; nele serei um soldado, este sínodo me representa”, disse o Arcebispo durante a homilia.

Dom Pedro frisou que o sínodo é o nome mais sublime da Igreja, uma novidade em um mundo desesperado de pandemia. Um sopro do Espírito em meios às incertezas de nosso tempo. “O Sínodo é uma graça de Deus para a Igreja, uma graça derramada em nossos corações”, destacou.

O Arcebispo frisou seu desejo de inserir a Igreja de Palmas na ambiência do Sínodo, ao celebrar seu jubileu de 25 anos, classificando “Participação” como a palavra chave dessa graça. “É preciso participar. Diante da rigidez e da polarização de muitas pessoas, é preciso potencializar a participação.
Muita empatia. Colocar-se no lugar do outro, do seu pensamento”, e completou, “incidência, voltar ao primeiro amor. Espertize, falar e fazer com competência e qualidade. Comunhão, participação e missão esses são os frutos que colheremos” enfatizou Dom Pedro.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X