Arquidiocese de Palmas

Arquidiocese institui acolitato à 17 candidatos

A Paróquia Santo Expedito acolheu neste domingo, 13, três seminaristas e 14 candidatos ao diaconato permanente para receberem o acolitato, após 6 e 5 anos de estudo, respectivamente.

O ministério do acolitato é importante na hierarquia eclesiástica, é o último antes da ordenação diaconal, antes do período de vivência pastoral.

Durante a celebração eucarística, após a leitura do Evangelho, foram apresentados à comunidade os candidatos ao acolitato. Eles recebem a patena e o cálice com o pão e o vinho, sendo instituídos para o serviço no altar.

Conforme o Arcebispo de Palmas, Dom Pedro Brito Guimarães, "a melhor promoção vocacional é a investidura e a instituição de um ministério, os votos de religiosos e a ordenação de um diácono, presbítero ou bispo. É melhor celebrar as vocações do que falar de vocações. O acolitato é um ministério simples, pequeno, quase impercetível, mas essencial. É o acólito que prepara, cuida e leva ao altar o pão e o vinho e entrega ao sacerdote para o sacrifício eucarístico. É essencial. Onde não há este ministério instituído, alguém faz este serviço, sem ser reconhecido. Mas alguém tem que fazer. Na liturgia eucarística todos podem fazer somente aquilo que lhe compete por mandato da igreja".

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X