Arquidiocese de Palmas

Com ameaças de morte, extremistas querem expulsar cristãos do Nepal

Roma, 29 Set. 15 / 03:54 pm (ACI/EWTN Noticias).- Grupos extremistas hindus do Nepal atacaram recentemente Igrejas e ameaçam de diversas formas aos cristãos, a fim de que abandonem o país.

 A agência vaticana Fides informou que os grupos radicais “cometeram atentados contra duas Igrejas, que ocorreram nas últimas semanas, são um sinal preocupante”, observam as fontes locais de Fides.

 O grupo extremista hinduísta "Morcha Nepal" distribuiu panfletos e folhetos ameaçando os cristãos, pedindo-lhes para deixar o país. Nestes folhetos escreveram: “A influência estrangeira manipulou as decisões do governo” e “os cristãos corromperam o país”.

 Segundo sua nova Constituição – que entrou em vigor no dia 20 de setembro –, Nepal é um estado secular. No artigo 26, considera a liberdade religiosa como um direito, entretanto, notam que na nova Constituição inclui uma cláusula que torna ilegal “qualquer ato para converter uma pessoa de uma religião para outra”.

 As organizações defensoras dos direitos humanos a nível internacional, advertiram que isto viola a liberdade religiosa enquanto afeta a liberdade de consciência individual, foi considerada uma concessão feita aos grupos radicais que promovem, como acontece na Índia, “leis anti-conversão”.

 Apesar destas ameaças e dificuldades, indicou Fides, “os cristãos continuarão em sua missão de diálogo e de anúncio do Evangelho, de caridade para com todos”, concluiu.

 

Etiquetas: Cristãos perseguidosNepalfundamentalismo indúIgreja no NepalExtremistas

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X