Arquidiocese de Palmas

Congresso Amor-Exigente continua até domingo.

Nesta quinta feira (30), aconteceu a abertura do V Congresso Internacional e o XIII Congresso Nacional do Amor-Exigente, em Palmas/TO e contou com a presença de médicos, juristas, pesquisadores, famílias, religiosos que lidam de alguma forma com o problema da dependência química.

O Arcebispo Dom Pedro Brito Guimarães, esteve presente durante a abertura do evento que acontecerá até o domingo (2), no Centro de Convenções e Eventos Parque do Povo Arnaud Rodrigues, em Palmas.

Segundo informações, o Programa iniciou suas atividades no Tocantins em 2008 e é fundamentado em 12 princípios básicos e éticos que envolvem a espiritualidade, a autoajuda e a ajuda mútua, buscando desta forma sensibilizar pessoas a perceberem a necessidade de promoverem mudanças a partir de si mesmas; e traz consigo a ética e o sigilo total.

Através de testemunhos a exemplo  do casal Maria da Graça, 64 anos, e Didácio Dualibe, 78 anos, da cidade de Ponto Alto a 187 km de Palmas no Tocantins, como:

“…não mudamos ninguém. Cada pessoa é que tem a capacidade de se mudar”

“…aprendemos a desencorajar a agressividade, a violência, e há uma troca de experiências, cada pessoa vai contar a sua vivência e cabe a cada um tomar a sua atitude”;  percebe-se no breve contexto uma mudança de atitude em prol de uma melhor qualidade de vida.

Em Palmas a reunião do grupo acontece as quartas feiras no salão da paróquia Santa Filomena, na Qd. 204 sul, das 19h30 às 21h30, e segundo a Coordenadora Regional do Programa Amor-Exigente, Sra Magda Valadares, o grupo é aberto a todas as pessoas que buscam essa qualidade de vida e melhorar a cada dia. Ela afirma que não se trata de um grupo religioso e sim uma espiritualidade onde cada qual segue a sua, portanto há católicos, evangélicos espíritas budistas e isso não interfere para com a participação no Programa.

Hoje, conforme programação divulgada, houve uma palestra ministrada por Frei Hans, um dos fundadores da Fazenda da Esperança que falou sobre a experiência vivenciada com espiritualidade e que consegue recuperar muitos dependentes químicos.

"Ninguém nasceu para ser escravo, nascemos para sermos felizes".

“As Fazendas da Esperança estão instaladas em 17 países, com 123 unidades , atende mais de três mil jovens que vivem nelas durante um ano e 80% dos que terminam o tratamento não têm recaída”, declarou o frei.

 

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X