Amado, amada de Deus, tenho sede da rota Mariana!

 

Diz o Evangelho que a primeira atitude, depois de aceitar o convite para ser a Mãe de Jesus, foi empreender uma caminhada de Nazaré até Ain-Karim, onde morava sua prima Isabel. Com isto, Maria criou e inaugurou a primeira Rota Mariana. Rota Mariana, guarde bem este nome, amado, amada de Deus. Esta é a Rota que estou propondo, ao menos, às paróquias que têm como padroeira Nossa Senhora para a vivência deste Ano Mariano. A abertura desta Rota será no dia 12 de outubro, na paróquia Nossa Senhora Aparecida, em Taquaralto.

Maria foi uma peregrina da fé. Por Jesus e com Jesus ela percorreu os caminhos da Terra Santa. Além da visita a sua prima Isabel, à qual me referi, acima, ela foi a Belém, para e recenseamento, quando Jesus nasceu; fugiu para o Egito para não matarem a Jesus; voltou a Nazaré, quando a situação permitiu; levou Jesus aos doze anos à Jerusalém para a festa da páscoa; esteve com Jesus na festa de casamento, em Caná da Galiléia; acompanhou Jesus em diversas das suas missões; foi atrás dele quando disseram que ele estava louco; esteve ao pé da cruz, no mistério da paixão, da morte e ressurreição de Jesus e na descida do Espírito Santo.

Maria estava onde Jesus estava, ia onde Jesus ia e vivia o que Jesus vivia. O seu primeiro passo foi pôr-se à escuta de Deus. Mas ouvir não basta. A escuta precisa ser traduzida em ação concreta. De fato, recentemente completou o papa Francisco: o discípulo põe a sua vida ao serviço do Evangelho”; “o cristão que não sente a Virgem Maria como mãe é um órfão”.

Neste Ano Mariano, com esta Rota Mariana, queremos aprender com Maria a ser discípulo de Jesus, a caminhar com ele, a escutar, guardar e a praticar sua palavra. Qual é o itinerário desta Rota? É a seguinte: Abertura: Paróquia Nossa Senhora Aparecida - Taquaralto; o ponto de partida: De Nossa Senhora Aparecida à Casa de Maria; primeira estação: Da Casa de Maria à Nossa Senhora do Monte do Carmo - Palmas; segunda estação: De Nossa Senhora Monte do Carmo à Nossa Senhora Mãe da Divina Providência - Lajeado; terceira estação: De Nossa Senhora Mãe da Divina Providência à Nossa Senhora do Perpétuo Socorro - Rio Sono; quarta estação: De Nossa Senhora do Perpétuo Socorro à Nossa Senhora Imaculada Conceição - Lizarda; sexta estação: De Nossa Senhora Imaculada Conceição à Nossa Senhora Aparecida - Aparecida do Rio Negro; sétima estação: De Nossa Senhora Aparecida à Nossa Senhora das Graças - Novo Acordo; oitava estação: De Nossa Senhora das Graças à Imaculada Conceição - São Félix; nona estação: De Imaculada Conceição à Nossa Senhora do Rosário - Taquaruçu; décima estação: De nossa Senhora do Rosário à Nossa Senhora das Mercês – Palmas; décima primeira estação: De Nossa Senhora das Mercês à Nossa Senhora do Perpétuo Socorro (Aureny IV); décima segunda estação: De Nossa do Perpétuo Socorro ao Imaculado Coração de Maria - Taquari; décima terceira estação: De Imaculado Coração de Maria à Mãe Rainha; décima quarta estação: De Mãe Rainha à Nossa Senhora de Fátima; décima quinta estação: De Nossa Senhora de Fátima ao Coração de Maria; ponto de chegada: De Coração de Maria à Casa de Maria.

E, para começo de conversa, ou melhor, de caminhada, reze comigo, amada, amada de Deus: “À vossa proteção recorremos, Santa Mãe de Deus; não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades; mas livrai-nos de todos os perigos, ó Virgem gloriosa e bendita!”.

Um bom dia e fique com Deus!