Arquidiocese de Palmas

Dom Pedro Brito comemora 20 anos de vida episcopal

No dia que a Igreja celebra a Festa da Exaltação da Santa Cruz, o Arcebispo Metropolitano de Palmas, Dom Pedro Brito Guimarães comemora mais um ano de Episcopado. Nesta quarta, 14, no Santuário de Fátima, religiosos, padres, bispos, seminaristas, leigos e comunidade celebraram o 20º aniversário da vida episcopal do Arcebispo que está em Palmas há 12 anos. Dom Pedro tornou-se padre há 36 anos e sua caminhada na Igreja é recheada de ações que contribuem com a fé das pessoas e com o anúncio da missão. É de sua autoria, livros, músicas e artigos que são referências para a igreja do Brasil.

Padre Fábio Silva apresentou um resumo das ações de Dom Pedro na Arquidiocese. Dentre as atividades citadas, o Padre lembrou da criação da Festa dos Estados, do Círio de Nazaré em Palmas, da criação dos Vicariatos, da divisão das regiões Arquidiocesana, da atuação no social contribuindo com centenas de famílias com alimentação, na garantia da presença de um sacerdote em todas as 11 cidades da Arquidiocese e concluiu o momento com uma homenagem. Outro projeto de Dom Pedro é a implantação de placas de energia solar para que todas as igrejas da Arquidiocese possa consumir energia limpa.

Dom Pedro agradeceu a presença de todos e destacou durante a homilia o significado da sua cruz. “A minha cruz é o meu serviço e o meu ministério, na minha cruz encontro a cruz de Jesus. Quando penso nos meu 20 anos de Episcopado eu me pergunto por que Jesus me chamou a este ministério? O que ele viu de especial em mim que até eu não vejo? E o que ele me disse quando ele me chamou? Certamente eu nunca saberei corretamente, nem sei se gostaria de saber. Esse é o mistério, o ministério, o silêncio, é o segredo de Jesus guardado a sete chaves. Nunca irei saber porque. A missão para qual Jesus me chamou e me chama, eu sei. Para eu morrer depois da sede saciada. Ter sede está no meu DNA existencial, vocacional e episcopal. Jesus me chamou para eu reverberar uma das suas mais dramáticas existenciais palavras, do alto da cruz “tenho sede”. Sede é um sonho, é desejo, é vontade, é querer, é desidério, é desiderata que significa eu estou sendo saciado”.

Ao final da Santa Missa, houve comemoração com direito a bolo e salgadinhos organizado pela comunidade do Santuário de Fátima.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

Programa Hora da Ave Maria

Domingo
Segunda
Terça
Quarta
Quinta
Sexta
Sábado
X