Arquidiocese de Palmas

Dom Pedro Brito Guimarães fala sobre sua caminhada na igreja

No mês em que completa 15 anos de episcopado, Dom Pedro Brito Guimarães fala um pouco da sua trajetória na igreja.

De Eliseu Martins no Piauí, Dom Pedro Brito Guimarães nasceu em uma família de 12 irmãos, em 22 de fevereiro de 1954. Ele iniciou seu caminho vocacional no Seminário Menor em Oeiras-PI, em seguida foi enviado ao Seminário Maior em Fortaleza – CE, onde ganhou uma bolsa de estudos e foi concluir sua formação em Roma, ficando lá por três anos.

Em 1985 retornou ao Brasil e no ano seguinte, ordenou – se padre, assumindo de imediato responsabilidades no seminário de Teresina, onde atuou na Reitoria por 16 anos. Em 2002 foi nomeado e ordenado Bispo para a diocese de São Raimundo Nonato – PI. Ao ser eleito bispo escolheu como lema, que acompanha transversalmente o seu ministério, as palavras de Jesus na cruz: "Tenho Sede". Um lema forte, concreto e existencial. Ao ser ordenado no dia da Exaltação da Santa Cruz, este seu lema adquire todo o seu realismo teológico. Chegou à Palmas em 2010. Se não tivesse 
seguido este caminho, o Arcebispo diz que teria optado por uma carreira de Técnico Agrícola ou Engenheiro Agrícola. Atualmente, ele tem mestrado e doutorado em Teologia Dogmática, cursado em Roma.

Dom Pedro aponta seu desejo de salvação como o maior impulsionador da sua vocação. Para o Arcebispo, o comunicado do seu episcopado veio com grande desafio. "Foi um dia triste, de solidão, medo e choro, eu não esperava ver chegar esse dia. O episcopado não é uma promoção humana; é um trabalho duro. O padre tem uma missão mais paroquial, ser bispo é cuidar do todo. Quem disser que é nomeado bispo e não sente o peso da responsabilidade, está doido, porque senão, você está procurando privilégio".

Perguntado sobre as mudanças ocorridas na Arquidiocese sob sua gestão, Dom Pedro é modesto em dizer. "Eu vou dizer o que as pessoas dizem: eu trouxe uma visão de igreja mais universal, mais afinada com as orientações da CNBB. Aqui, segundo dizem, às vezes, era uma igreja mais de movimentos. Acham que dei uma dimensão mais global. Priorizei outros elementos que estavam presentes e que precisariam ser explicitados também, explicitei outros carismas e ministérios que as vezes ficavam abafados diante de uma estrutura".

Como destaque na sua missão, Dom Pedro cita a compreensão que ele tem de igreja missionária, a qual o papa Francisco chama de uma igreja missionária em saída. "Em relação aos outros Papas achávamos que estavam à frente deles, muitos teólogos, muitas pessoas achavam que o papa estava atrasado, agora, todo mundo está tirando o chapéu que o Papa está mais adiantado do que nós, que está muito mais na frente do que nós. Está todo mundo tentando acompanhar o ritmo desse homem".

O Arcebispo diz que ainda no Seminário pensava em fazer da paróquia que assumisse, uma paróquia missionária, como foi nomeando Bispo o desafio foi transformar não uma paróquia e sim uma diocese e uma arquidiocese missionária.

Para Dom Pedro o maior desafio da igreja hoje é "realizar bem a sua missão, não existe outro desafio", e acrescenta, "o que hoje me desafia, o que hoje me tira o sono é: como é que vou realizar minha missão aqui em Palmas". Já o aspecto mais positivo percebido por ele em Palmas, é a estrutura existente, "nós não podemos nos queixar, o desafio é transformar estes desafios em energias renováveis através de projetos missionários" e acrescentou, "quando fui nomeado arcebispo de Palmas, perguntei a um amigo confidente: 'o que vou fazer em Palmas?' Ele respondeu: 'Não faça nada'. Eu entendi que não devo fazer nada de errado e fazer tudo o que o evangelho de Jesus pede, permite e orienta".

Durante esses 7 anos de atuação de Dom Pedro, a igreja em Palmas teve alto índice de crescimento.

Sobre o sentimento no dia do seu aniversário episcopal Dom Pedro destacou o seguinte. "Oferecer é o gesto mais bonito de Deus e agradecer é o gesto humano mais bonito" e concluiu dizendo ser muito agradecido à Deus pela oportunidade.

Seu aniversário episcopal é comemorado todo dia 14 de setembro.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X