Arquidiocese de Palmas

Dom Pedro preside missa de lava-pés na Catedral de Palmas

Na quinta-feira santa, a liturgia católica traz diversos símbolos que remetem os fiéis as últimas horas de Jesus Cristo em meio a humanidade. A narração dainstituição da Eucaristia e o rito do lava-pés são os pontos altos da celebração, sendo a quinta-feira o dia em que os fiéis católicos fazem memória da última ceia de Jesus com seus apóstolos, na qual, a Igreja fundamente a instituição do sacerdócio ministerial.

Na Catedral, a missa foi presidida por dom Pedro Brito Guimarães, e contou com a igreja lotada de fiéis para a abertura do Tríduo Pascal. Em sua homilia, dom Pedro lembrou da importância dessa celebração da fé. “Jesus tinha uma coisa muito bonita: Ele não fazia algo pra cair no esquecimento, ou pra que se colocasse nas manchetes, mas era sempre pra que fizéssemos o mesmo em sua memória”, ressalta.

Após a homilia, o arcebispo deu início ao rito do lava-pés, no qual doze homens, membros das pastorais da Catedral, representaram os apóstolos e tiveram os pés lavados por dom Pedro que lembrou, “o cristianismo é a religião do amor ao próximo”.

A Celebração do Lava-pés não se encerra, de acordo com os ritos finais comuns da santa missa, mas com uma procissão com o Santíssimo Sacramento para um lugar reservado, onde as reservas eucarísticas ficaram guardadas pra adoração e espera para serem consumidas na Celebração da Paixão do Senhor, às 15h desta sexta-feira.

 

Fonte: Pascom Catedral

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X