Arquidiocese de Palmas

Este vídeo te despertará da indiferença aos cristãos perseguidos

ROMA, 06 Jan. 16 / 05:00 pm (ACI).- O canal HM Televisión produziu um novo vídeo chamado Wake up! (Desperta!), no qual são recolhidos testemunhos de pessoas que sofrem na carne própria a perseguição contra os cristãos no Oriente Médio e que pedem aos cristãos do Ocidente que “despertem” frente a este grave problema de seus irmãos na fé.

Um dos testemunhos é o do Padre Douglas Bazi, que foi sequestrado por membros do Estado Islâmico e atacado pelos extremistas várias vezes enquanto celebrava Missa. O vídeo inicia quando lhe perguntam o que diria aos que o estão assistindo.

“Em primeiro lugar, pediria que despertem. Se calam-se é como se estivessem de acordo com os que nos perseguem. Assim, que não se calem. Se puderem, não fiquem olhando, entrem em ação e despertem”, afirma.

Do mesmo modo, Dom Amel Nona Shamon, Bispo de São Tomé Apóstolo do rito caldeu, em Sidney (Austrália), indicou que “todo o mundo ocidental está em perigo porque vieram a nós muitos camicases, muitos combatentes, militantes do Estado Islâmico, da Europa, América e Austrália”.

 

O sacerdote argentino que serve no Iraque e é membro do Instituto do Verbo Encarnado, Pe. Luis Montes, assinala, em seguida, no vídeo que a “loucura do Estado Islâmico (está) em que deixou entrar o ódio em seu coração”. Além disso, o presbítero pontua que no Islã “não existe o perdão… não somente não existe, o perdão está mal”.

O vídeo também recolhe o testemunho do Mierille Al- Farah, uma católica síria que atua como gerente de marketing. Ela comentou: “Há certo rechaço do que somos e, eu não gosto de dizer, mas certo ódio… nascemos cristãos, mas também escolhemos esta fé e é o único caminho verdadeiro como diz Jesus. Eu sou o caminho, a verdade e a vida”.

Entretanto, “os cristãos no Iraque são um exemplo incrível de perdão. A pessoa que perdoa, perdoa de todo coração, isso é um exemplo”, diz Pe. Montes.

“Nós temos que lutar contra esse ódio fazendo o bem. Com a caridade que Jesus nos ensinou, que O levou a dar sua vida por nós, que é a mesma caridade destes mártires”, acrescentou o sacerdote.

“Nós temos mártires. Não quereria dizer isto, mas se nós vamos ter mais mártires que as pessoas que têm fé aqui na Europa, temo que teremos um problema”, adverte em seguida Pe. Douglas Bazi.

Por isso, Dom Nona diz que “podem nos ajudar fazendo uma sociedade cristã ativa, valente… Têm que evangelizar outra vez vossa sociedade com valor, sem medo de dizer que somos cristãos. Esta é a ajuda que podem nos dar”.

Este não é o primeiro vídeo que a HM Televisión realiza sobre os cristãos perseguidos. Em junho, produziram “O silêncio culpado”, no qual váriosbispos descrevem a situação dramática e a perseguição que os cristãos sofrem no Oriente Médio e na África. Os testemunhos que recolheram na série “Depois dos rastros do nazareno”.

Iraque e Síria são dois dos países onde há uma grave perseguição aos cristãos. Na Síria, encontram-se no meio do fogo do Estado Islâmico, dos grupos rebeldes e das forças do governo. Milhares de cristãos deixaram tudo por negar-se a rechaçar sua fé e muitos estão em acampamentos de refugiados onde vivem em condições muito precárias.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X