Arquidiocese de Palmas

Artigos › 19/02/2019

IGREJA, ASSEMBLEIA DOS CHAMADOS

Dom Pedro Brito Guimarães,

Arcebispo de Palmas

 

Estamos nos ritos finais da preparação para a VI Assembleia Arquidiocesana de Pastoral. Alguém ainda poderia perguntar: o que é e para que serve Assembleia? Esta palavrinha “assembléia”, bastante utilizada, tem uma origem etimológica interessante, que vale à pena reportar aqui, ao menos, de relance. “Assembleia” vem do hebraico “Qahal”, passada para o grego “Ekklesia, para o latim Ecclesia”, e aportada no português com o nome de “Igreja”. Ekklesia, por sua vez, é oriunda da preposição ek (ἐκ) que significa “fora de” (algo) e “para”, e ekaleó (καλέω) que significa chamar, convocar, invocar, convidar. Igreja é, portanto, a Assembleia de cidadãos, reunidos para participar, comemorar, celebrar, tomar decisão, planejar e avaliar. Como vimos, no seu próprio nome, a Igreja de Deus (εκκλησια του θεου) traz a teografia de Assembléia, porque ela mesma é verdadeira convocação, Assembléia dos chamados: “a todos aqueles que olham com fé para Jesus, como autor da salvação e princípio da unidade e da paz, Deus convocou-os e constituiu com eles a Igreja, para que seja para todos e cada um o sacramento visível desta unidade salvífica” (PDV 34, LG 9). Anos atrás, compus uma canção e a denominei “Assembléia dos chamados”. No refrão desta canção, digo: Assembléia dos chamados, escolhidos aos ministérios, em missão pela Trindade, Coração deste mistério”. A Igreja é, portanto, na essência e na existência, a Assembléia dos escolhidos, chamados e enviados para sair e servir.

Devido à brevidade do tempo e do espaço, exemplificarei isto com quatro modelos de Assembleias:

A Assembleia de Jerusalém I (Ne 8,1-18). A festa da solene proclamação da lei e dia do nascimento do judaísmo. Com o Livro da Lei nas mãos, Neemias e Esdras não medem esforços para consolidar, reorganizar e recuperar as bases sociais e religiosas do povo de Deus, no pós-exílio, através de uma Assembleia solene. A decisão é: fiquem tranquilos, não se aflijam, não chorem, comam e bebam, pois, este é um dia santo e “a alegria do Senhor será a nossa força” (Ne 8,11).

A Assembleia de Siquém (Js 24,1-28). De posse da Terra Prometida, Josué convoca uma Assembleia Geral para a renovação da aliança. Nesta Assembleia o povo decide e se compromete a seguir e a servir a Deus. A decisão é: “eu e minha casa serviremos ao Senhor” (Js 24,15). E o termo desta aliança foi escrito numa pedra (Js 24,27).

A Assembleia de Jerusalém II (At 15,6-29). Após a primeira etapa da experiência missionária, os apóstolos convocaram uma solene Assembleia para dirimir as questões pastorais, surgidas na missão. Tudo foi resolvido de comum acordo (At 15,25). E a decisão foi: pareceu bem ao Espírito Santo e nós, não impor nenhum fardo, além das coisas indispensáveis (At 15,28).

A Assembleia de Mileto (At 20,17-38). E no final da sua carreira missionária Paulo convoca, em Mileto, a Assembleia para se despedir e dar as instruções finais. Acorrentado pelo Espírito, Paulo parte para Jerusalém sem saber o que o espera (At 15,22). A decisão é que os pastores da Igreja de Deus cuidem de si mesmos e do rebanho sobre o qual o Espírito Santo o estabeleceu como pastores da Igreja que Jesus adquiriu com o seu sangue (At 20,28).

A Assembleia de Palmas (20-22/12/2015). Agora é a hora e a vez de Palmas ser convocada para a sua Assembléia. Para que somos convocados nestas VI Assembleia Arquidiocesana de Pastoral? Estaremos todos e todas unidos(as) e reunidos(as), em Assembleia, como os Apóstolos e Maria, no Cenáculo, no dia de Pentecostes, para definirmos o nosso Plano de Evangelização de 2016 a 2019. Portanto, de fato e de direito, a Igreja de Deus (At 20,28; 1Ts 2,14; 2Ts 1,4; 1Cor 1,1; 10,32; Hb 12,23) que está aqui em Palmas, é a Assembléia dos chamados e das chamadas  para esta missão.  

Como Jesus, tenho dito e repetido que ainda “sobraram doze cestos”. E em Assembleia, vamos decidir o que fazer com estes doze cestos que restaram. Rezemos pelo bem espiritual desta Assembleia. Com certeza, Deus estará em nossa companhia nesta missão. As maiores batalhas são destinadas aos melhores guerreiros.  

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X