Arquidiocese de Palmas

Artigos › 19/02/2019

Mensagem da V Assembleia Arquidiocesana de Pastoral ao Povo de Deus

“Dá-me de beber!” (Jo 4,10)

1. Nós, povo de Deus a caminho, rumo ao encontro com Jesus Cristo, 230 delegados e delegadas: arcebispo, padres, diáconos, religiosos e religiosas, comunidades de vida, leigos e leigas, reunidos na V Assembleia Arquidiocesana de Pastoral, com o tema “Palmas, Igreja que escuta, segue e anuncia Jesus Cristo, em tempos complexos” “e o lema “crede em mim” (Jo 14,1), nos dias 15 a 17 de março de 2013, ouvimos a Palavra de Deus e refletimos sobre os Documentos da Igreja, com o intuito de elaborarmos o Plano Arquidiocesano de Pastoral para o triênio 2013 a 2015.

2. Durante estes dias de estudo, reflexão, partilha e oração, inspirados pelo encontro de Jesus com a Samaritana (Jo 4, 5-42), apresentamos ao Senhor nossas inquietudes e angústias, mas também nossas esperanças e alegrias. Sentados à beira do poço, escutamos Jesus, nosso Mestre, e pedimos água para saciar nossa sede: “dá-me de beber!” (Jo 4,10).

3. Na atualidade, constatamos que estamos vivendo não somente uma época de mudança, mas uma mudança de época. São tempos complexos e difíceis para a transmissão e a vivência da fé que nos fazem sentir, às vezes, desnorteados, fechados no relativismo, no fundamentalismo e no individualismo que nos levam a agir com interesses egoístas. Mas, animados pela graça de Deus, somos chamados, como discípulos(as) missionários(as), a escutar os sinais dos tempos para descobrir a vontade do Pai e testemunhar a presença de Jesus Cristo no meio do mundo, vivendo as atitudes da alteridade e da gratuidade.

4. Como povo de Deus, devemos agir neste mundo, conscientes do dom que recebemos do Senhor: ser uma Igreja que escuta, segue e anuncia Jesus Cristo; ser uma Igreja unida na caridade, expressão da graça de Deus, onde todos nós somos chamados a fazer parte dela. A Igreja nos orienta para uma nova evangelização, nos oferece a eterna novidade do evangelho, a alegria de crer e a beleza da fé em Jesus, no diálogo aberto com todas as realidades do mundo, especialmente a dos pobres.

5. Diante desta realidade, elegemos para o triênio 2013-2015, o quanto segue:

1) Objetivo Geral: Evangelizar todo o povo, através do testemunho e do comprometimento com a Palavra de Deus, acolhendo as diversidades, no espírito de alteridade e gratuidade, para que Cristo seja conhecido, amado e partilhado.

2) Meta: Formar e capacitar discípulos missionários de Cristo.

3) Prioridades: Família, Juventude, Formação.

6. Que o Divino Espírito Santo, nosso Padroeiro, que cobriu com sua sombra a Virgem Maria, Mãe do Belo Amor e Estrela da Evangelização, ilumine e inspire a nossa Igreja a estar e a viver em estado permanente de missão.

Palmas, 17 de Março de 2013

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X