Arquidiocese de Palmas

Milhares de fiéis católicos reúnem-se para 3º dia de Palmas Capital da Fé

Com uma programação prioritariamente católica, o 3º dia do "Palmas Capital da Fé" contou com nomes como Padre Fábio de Melo e banda Anjos de Resgate. De acordo com a Prefeitura de Palmas, aproximadamente 40 mil pessoas estiveram presentes na Vila Olímpica, ao Lado do Estádio Nilton Santos. 

A noite teve início com o Ministério Exaltemos, da Arquidiocese de Palmas, com músicas que aqueceu os fiéis, levando-os, sobretudo à oração e ao louvor.  Logo após, a Banda Dominus colocou o público para dançar seus sucessos em ritmo de axé. Questionado sobre como manter o fôlego e a criatividade já com quase 30 anos de carreira, o vocalista, Léo Rabello afirmou que a graça de Deus é a principal força de impulso. “Esse foi um estilo que fomos adquirindo ao longo dos anos. No começo algumas pessoas iam até embora, porque achavam que éramos sem unção, só algazarra. Mas costumo dizer que conhecemos a árvore pelos frutos. Só existe essa animação porque existe uma espiritualidade por trás”, ressaltou. 

Então foi a vez do paranaense Gil Monteiro agitar o público com seus sucessos, ele ficou surpreso com o acolhimento do povo palmense. “O povo de Palmas é conhecido no Brasil inteiro pelo nome de Capital da Fé. A expectativa era grande e foi superada. O povo cantando minhas músicas foi lindo!”

O padre Antônio Maria foi a quarta atração da noite e alegrou a multidão com paródias de músicas famosas com uma perspectiva de evangelização, além de sucessos da sua longa trajetória missionária. “Estou muito feliz de estar aqui. Deus permita que o Palmas Capital da Fé entre na tradição desta cidade e que no Brasil se tenham mais outras capitais da fé, afirmou o sacerdote.
 
O momento alto da noite foi a apresentação do padre Fábio de Melo que já gravou 20 discos e cinco DVDs/Blu-ray, além de ter 13 livros publicados. Além de suas canções autorais, o sacerdote interpretou em seu show grandes músicas da MPB como “O que é, o que é”, de Gonzaguinha. Para Melo, estar no Palmas Capital da fé é uma grande responsabilidade. “Eu recebo com muita alegria e responsabilidade trazer alegria a essas pessoas que decidem viver o Carnaval assim, com uma nova proposta. A fé do povo Tocantinense é vibrante, um povo muito acolhedor”, ressalta. 
Quem fechou a noite, foi a banda Anjos de Resgate. Para Diego Tiguez, um dos vocalistas da banda, a participação do grupo no evento é uma honra. “A gente acha muito ousado nessa época realizar um evento desse tamanho e essa proposta. Nos sentimos honrados em estar aqui junto a grandes ícones da música católica com o povo de Palmas”, ressaltou. 

A programação do Palmas Capital da Fé continua, agora com atrações voltadas para o público evangélico.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X