Arquidiocese de Palmas

Artigos › 19/02/2019

Nota contra a Violência

“Bem-aventurados os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus” (Mt 5,9).

Nós, Bispos do Regional Centro-Oeste da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB (Estados de Goiás, Tocantins e Distrito Federal), reunidos em Uruaçu – GO, nos dias 15 e 16 de novembro de 2012, manifestamos nossa preocupação com a situação da crescente violência em nossos dias.

Vivemos numa cultura de violência e morte, consequência da perda dos valores, da banalização da vida e da dignidade da pessoa humana, da injustiça social e da impunidade, o que é inaceitável do ponto de vista humanitário e cristão.

Causa-nos indignação o aumento de assassinatos, muitas vezes por vingança, interesses financeiros, pelo narcotráfico, pela falta de respeito ao diferente, higienização social e tantas outras razões. A violência não se combate com mais violência.

Apontamos várias situações e fatores de violência: desigualdades sociais, corrupção, impunidade, políticas públicas de saúde deficitárias, atentados contra a vida nascente, tráfico e desaparecimento de pessoas, imprudência no trânsito, precárias condições das estradas, insegurança dos moradores das cidades e do campo, péssima situação das cadeias públicas, atos devastadores contra a natureza. Somos solidários com a dor das vítimas e de suas famílias. É preciso que os crimes sejam apurados, os transgressores punidos e as vítimas e/ou suas famílias indenizadas.

A vida é dom de Deus. Ninguém tem o direito de tirá-la. Cabe a toda pessoa e à sociedade organizada valorizar a vida, defendê-la e promovê-la. Aos que se comprometem com esse objetivo manifestamos o nosso apreço e incentivo.

Em Jesus Cristo, Príncipe da Paz, somos todos chamados a construir a cultura da vida, da justiça e da paz.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X