Na foto: Marcos de Souza, Marlon Reis, Mário Lúcio e Dom Pedro.

 

A Arquidiocese de Palmas realizou nesta quarta-feira, 9, um Encontro com os candidatos ao governo na eleição suplementar do Tocantins, que acontecerá no dia 03 de junho, com objetivo de conhecer as propostas dos mesmos.

De início, o Arcebispo de Palmas, Dom Pedro Brito Guimarães apresentou a realidade sócio-econômico-cultural das onze cidades que compõe a Arquidiocese, expondo as dificuldades que que passam por falta de atenção pelo Governo. Dom Pedro conta, que assim como todos, ele foi pego de surpresa, com a eleição suplementar, pois haviam previsto um debate para as eleições de outubro.

Participaram do Encontro apenas três candidatos, Marlon Reis, Mário Lúcio e Marcos de Souza, que tiveram a oportunidade de apresentar um esboço do seu plano de governo, caso eleito, com soluções para os problemas enfrentados pelo Estado.

Os candidatos responderam perguntas enviadas de várias Paróquias, inclusive de outras dioceses, que foram realizadas por meio de sorteio, além de uma pergunta livre, feita por participantes das mesmas, sobre Saúde, Educação, Emprego e Renda, Segurança e Mobilidade.

Para o candidato Mário Lúcio de Avelar, “a participação da Arquidiocese nesse processo de construção do debate é muito importante para a afirmação, a reafirmação e para construção da democracia no estado do Tocantins”.

Já Marlon Reis, diz que o voto deve ser exercido com muita responsabilidade, no sentindo de conhecer tudo que possível sobre o candidato e o conteúdo de suas propostas. “Debates como este ajudam o eleitor a tomar uma decisão consciente, e estar no ponto mais alto da democracia, tomando uma decisão correta.”

Marcos Souza afirmou que só faz gestão pública, principalmente, se tiver amor no coração. “E vamos olhar também, junto à Arquidiocese, os principais problemas com a classe menos favorecida. Esse é o nosso propósito, o nosso objetivo: servir ao Tocantins, à família e incluir as pessoas que são excluídas hoje no processo de vida no nosso estado”.

Dom Pedro agradeceu a participação de todos e diz que espera bons resultados com o Encontro.  “Espero que o encontro tenha ajudado aos candidatos que participaram, a purificar suas ideias, e comunicar com o povo católico, pois puderam livremente se expressar com ação, sem a pressão de uma eleição, sem atacar um ao outro e isso quem ganhou foi a sociedade, que pode ouvir e conhecer suas propostas. Precisamos de um governo onde pensem nos mais necessitados”, finalizou.

O encontro aconteceu no Auditório da Faculdade Católica do Tocantins, e contou com a participação de padres, diáconos, seminaristas e representantes de paróquias, além, de universitários e pessoas credenciadas.