Neste sábado, 22, o arcebispo de Palmas dom Pedro Brito Guimarães realiza um laboratório para as lideranças da Arquidiocese de Palmas, visando a apresentação do Documento Preparatório para o Sínodo da Amazônia. A reunião acontece às 8h30 na residência Episcopal. 

Cerca de 50 lideranças da Igreja confirmaram presença, entre coordenadores de comunidades, movimentos, Pastorais e organismos da Arquidiocese. Conforme a Irmã Maria Eugênia, membro do Vicariato da Ação Pastoral, o objetivo do laboratório é partilhar o documento de preparação para o Sínodo e iniciar a escuta dos membros da Arquidiocese de Palmas sobre os desafios para a Igreja da Amazônia e por uma ecologia integral. 

O Documento foi construído por uma equipe de assessores e foi aprovado pelo Vaticano, em abril desse ano, quando houve a primeira reunião do Conselho Pré-Sinodal. O Documento Preparatório está dividido em três partes correspondentes ao método “ver, julgar (discernir) e agir”, composto por um texto-base, que oferece, com competência e profecia, uma análise da conjuntura atual da Amazônia e aponta percursos e novos caminhos para a Igreja a serviço da vida nesse bioma.

Ao final do documento, encontra-se um questionário para que seja realizada a escuta das forças vivas e todos os seguimentos dos povos e da Igreja da Amazônia.  

O Sínodo acontece em outubro de 2019, em Roma, com o tema “Amazônia: novos caminhos para a Igreja e para uma ecologia integral”.