Arquidiocese de Palmas

Artigos › 19/02/2019

Palmas, Casa da Missão

Neste final de semana, 22-23/10/2011, celebramos o Dia Mundial das Missões, oportunidade para a renovação da mística e do espírito missionários de todas as forças vivas da nossa Igreja. Não podemos deixar de aproveitar esta hora da graça. A hora é agora! Agora é a hora! Missão é a vida de uma Igreja, em Jesus Cristo, no Espírito, doada a outra Igreja. Missão é o serviço mais precioso que a Igreja pode prestar à humanidade. Para isto ela foi criada, para isto ela existe. A missão renova a Igreja e revigora a fé dos fieis.

No próximo ano, nos dias 12 a 15 de julho, iremos sediar o 3º Congresso Missionário do Brasil. Para cá virão em torno de 600 missionários, de todo o Brasil, para traçarmos juntos o perfil missionário da Igreja para os próximos anos. E já estamos preparando os corações, limpando o terreno e fincando as primeiras estacas para a construção desta Casa da Missão, chamada Palmas. Se o terreno for bem preparado, o projeto bem feito e os operários competentes, Palmas se transformará, em breve, em Casa da Missão, onde cada Região e cada Paróquia tornar-se-ão um cômodo desta Casa.

Os últimos dados do Censo do IBGE-2010 não nos permitem dormir tranqüilo, quando assistimos, quase passivamente, a muitos dos que nós evangelizamos esquecerem e até abandonarem a sua fé. Palmas precisa, urgentemente, retomar ao primeiro amor, renovar seu ardor e seu método de evangelizar, incorporando mais o jeito missionário de ser e de agir. Palmas precisa se transformar em Terra, Casa, Escola, Caminho e Voz da Missão. Por isto me veio a inspiração de pensar a nossa missão, a partir da mística e da ótica de uma casa.

1. A porta: – lugar de entrada, de acolhida alegre e fraterna, de recepção, de hospitalidade, de recebimento das pessoas e de entrega dos materiais que serão usados na missão; e, ao mesmo tempo, lugar de saída para a missão, para também sermos acolhidos, de casa em casa, de rua em rua. Missão é abrir portas e corações. Por isto, nada de portas, casas, Igrejas, caras e corações fechados.

2. O quarto (espaço litúrgico): – lugar silencioso, orante, arrumado, preparado para a refeição fraterna do banquete do Reino da vida, para que Jesus, através do seu Evangelho, trabalhe em nós e sobre nós; e, ao mesmo tempo, em lugar do retorno missionário para a revisão, a avaliação, depois da missão. Missão é formação e revisão.

3. A cozinha (sacristia): – lugar não de conversas e de barulhos, mas laboratório, área de serviço, lugar para a vestimenta da camisa da missão, de combinação e da passagem do roteiro da missão; e, ao mesmo tempo, lugar de ver as urgências, combinar as estratégias e as operacionalizações missionárias a serem desenvolvidas. Missão é urgência e estratégia.

4. O Jardim: – a equipe de apoio, atenta aos mínimos detalhes de quaisquer desafios da missão; e, ao mesmo tempo, lugar de contemplar as flores que outros plantaram. Missão é plantação e cultivação.

O caminha da Palavra e da Eucaristia é o caminho da missão. É necessário aprender a ser missionário, como os olhos fixos em Jesus, nosso Mestre. O Evangelho que ouvirmos e a Eucaristia que recebermos não são bens exclusivos de quem os recebem, mas bens para serem compartilhados e comunicados. Nossa missa é a nossa missão e nossa missão é a nossa missa.

A Igreja cresce por atração. Precisamos de operários, de voluntariado missionário e de equipe missionária para juntos construirmos esta Palmas, Casa da Missão.

Missão é doação. Neste Dia Mundial das Missões, a Igreja pede, de cada fiel, rico e pobre – mesmo que seja o óbolo da viúva -, uma oferta, um gesto de partilha e de solidariedade para a missão. Tudo o que for arrecadado neste dia será enviado para as missões e para os missionários. Ser cristão é ser generoso e solidário. Sejamos então generosos e solidários.

E agora, em coro, todos juntos, num só coração e numa só alma, digamos: Palmas para Jesus! Palmas para a missão!

Como o Pai me enviou, assim também eu vos envio (Jo 20,21).

Tenho Sede!

Dom Pedro Brito Guimarães,

Arcebispo de Palmas – To

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X