Arquidiocese de Palmas

Papa Francisco expressa sua dor pelos ataques em Bruxelas e condena violência indiscriminada

Roma, 22 Mar. 16 / 10:48 am (ACI).- O Papa Francisco enviou um telegrama de condolências ao Arcebispo do Malines-Bruxelas, Mons. Jozef De Kesel, através do Secretário de estado Vaticano, o Cardeal Pietro Parolin, com motivo dos brutais atentados terroristas cometidos esta manhã em Bruxelas (Bélgica) que provocaram até o momento 34 mortos e dezenas de feridos.

“Ao tomar conhecimento sobre os ataques em Bruxelas, que afetam muitas pessoas, Sua Santidade o Papa Francisco confia à misericórdia de Deus às pessoas que perderam a vida e seus próximos, através da oração pela morte de seus parentes”.

O telegrama expressa a profunda solidariedade do Papa aos feridos e suas famílias e a todos os que contribuem com seu auxílio, “pedindo ao Senhor que lhes traga consolo nesta prova”.

 

O texto também assinala que “o Papa volta a condenar a violência indiscriminada que causa tanto sofrimento e implora a Deus o dom da paz, invocando sobre as famílias das vítimas e sobre os belgas o benefício das bênçãos divinas”.

Esta manhã, duas explosões consecutivas ocorreram no aeroporto de Bruxelas (Bélgica) e uma terceira foi registrada na estação de metrô de Maelbeek, no centro da capital e muito próxima aos edifícios da Comissão e do Parlamento Europeu.

As duas explosões do aeroporto ocorreram em torno das 07:45 da manhã (hora local). Autoridades belgas confirmaram que se trata de um ataque suicida jihadista.

Testemunhas citadas pela mídia local asseguraram que minutos antes das detonações escutaram gritos em árabe e alguns disparos no aeroporto.

As explosões do metro do Malbeek ocorreram uma hora depois das detonações no aeroporto, por volta das 9:30 da manhã (hora local).

Etiquetas: violênciaterrorismotelegrama do PapaPapa Francisco,jihadistasBruxelasataques à Bélgica

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X