Arquidiocese de Palmas

Recuperam corpos de religiosas falecidas em terremoto no Equador

GUAYAQUIL, 18 Abr. 16 / 03:40 pm (ACI).- Habitantes de Playa Prieta – aproximadamente 200 quilômetros da cidade de Guayaquil – conseguiram recuperar os corpos de seis integrantes das ‘Siervas del Hogar de la Madre’ falecidas no terremoto que atingiu a costa do Equador no sábado à noite.

Segundo fontes da comunidade religiosa, uma irmã, quatro candidatas e uma jovem residente ficaram soterradas sob os escombros da comunidade e da escola que trabalhavam nesta região.

Os habitantes recuperaram os corpos da irmã Clare Crockett, irlandesa de 33 anos, as candidatas equatorianas Jazmina, Mayra, María Augusta e Valeria assim como da residente Catalina de apenas 21 anos.

As religiosas moravam no quarto andar da escola Sagrada Família, na localidade de Playa Prieta, província de Manabí. Nas últimas semanas sofreram os estragos das inundações que afetaram a região e prejudicaram a estrutura do edifício.

 

O terremoto de 7,8 graus causou o desabamento do local e as religiosas não conseguiram sair a tempo.

Cinco mulheres – três irmãs da comunidade e duas candidatas – foram resgatadas vivas depois do sismo. Foram transladadas a Guayaquil com diversas fraturas e ferimentos.

Os habitantes se organizaram para procurar as que ainda estavam desaparecidas e conseguiram encontrar viva Jazmina, de 20 anos. Entretanto, faleceu logo depois, devido à gravidade de suas feridas.

As Siervas informaram que seu fundador, o sacerdote espanhol Rafael Alonso Reymundo, viajará ao Equador com outros membros da comunidade para presidir os funerais.

O Pe. José Xavier Martins, pároco de Nossa Senhora de Loreto em Guayaquil, explicou ao Grupo ACI que as Siervas trabalhavam há 8 anos na escola e estavam preparando o início do ano escolar. Tinham mais de 500 alunos.

“Tudo foi destruído. Agora necessitaremos de muita ajuda econômica. Agradecemos a todos aqueles que trabalharam durante muitas horas para o resgate, vieram muitas pessoas de diversas cidades, dispostas a dar tudo de si a fim de nos ajudar”, indicou.

Na página do ‘Hogar de la Madre’ recebem doações:https://www.hogardelamadre.org/es/quienes-somos/ayudanos

O terremoto do sábado, 16 de abril, causou a morte de aproximadamente 350 pessoas, 2.527 feridos e graves danos materiais, conforme anunciou neste domingo a Secretaria de Gestão de Riscos. Foi o maior sismo registrado no Equador desde 1979.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X