Arquidiocese de Palmas

São João Paulo II estará especialmente presente na JMJ Cracóvia 2016, disse Bispo

MADRI, 25 Jul. 16 / 06:00 pm (ACI).- O Bispo de Córdoba (Espanha), Dom Demétrio Fernández, explica em sua carta semanal que as Jornadas Mundiais da Juventude, como a que acontecerá entre os dias 26 e 31 de julho em Cracóvia (Polônia), são “um encontro de milhares de jovens católicos, procedentes de todo o mundo, para celebrar a fé em Jesus Cristo e o compromisso de construir um mundo novo”.

“A experiência de Jornadas anteriores como esta é uma experiência gozosa e festiva, juvenil e fresca, cheia de esperança de futuro”, explica o Bispo.

O Prelado também indica que, em um mundo agitado como o nosso, “estas Jornadas vêm nos dizer que há muitíssimos jovens dispostos a mudar o mundo, a fazer um mundo novo, partindo do amor de Cristo e apoiados em sua misericórdia”.

Jovens cuja alegria, afirma Dom Fernández, nasce de “ter encontrado Jesus Cristo, que dá sentido a suas vidas”, e que é promotora “de paz e progresso”.

 

O lema da Jornada deste ano será: “Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia”, algo que o Bispo de Córdoba considera “que está muito de acordo com o Ano da Misericórdia proclamado pelo Papa Francisco”, pois “se acolhermos a misericórdia de Deus em nossos corações, seremos capazes de ser misericordiosos com os outros”.

Esta JMJ será celebrada na Polônia, país natal de São João Paulo II, quem inaugurou estas Jornadas Mundiais da Juventude em 1984.

“Sua pessoa, seu exemplo, sua intercessão como santo estarão especialmente presentes nesta Jornada de Cracóvia. E nos encomendamos a ele e pedimos que interceda pelos jovens do nosso tempo”, aponta o Bispo.

“Os jovens de todas as épocas necessitam de modelos em suas vidas e precisam se encontrar com os jovens de sua mesma geração para estímulo de sua fé e de seu compromisso”, assegura Dom Fernández.

Em seguida, sublinhou que, nestas Jornadas, muitos jovens “foram tocados por Deus em seus corações para tomar decisões que marcaram seu futuro”.

Nesse sentido, o Prelado recorda que “nas Jornadas Mundiais da Juventude anteriores surgiram vocações cristãs para todos os estados de vida”.

“Muitos matrimônios cristãos, consagrados no seguimento radical de Cristo para o serviço dos irmãos em serviço aos últimos e sacerdotes (e bispos!) escutaram o chamado de Deus em um encontro deste tipo, para deixar tudo para servir os outros com o coração de Cristo”, comenta.

Por isso, o Bispo de Córdoba anima a acompanhar “com nossa oração e sacrifícios esta Jornada Mundial da Juventude em Cracóvia 2016, a fim de que traga muitos frutos à nossa diocese e à Igreja universal”.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X