Arquidiocese de Palmas

Sínodo dos Bispos: Igreja Católica abre momento de escuta sobre como deve ser sua caminhada nos próximos anos

Lançado em outubro de 2021 pelo Papa Francisco, com conclusão em 2023 o 16º Sínodo dos Bispos, uma consulta pública instaurada pela Igreja Católica em todo o mundo, pretendo ouvir a comunidade sobre como a Igreja caminha hoje e como deve prosseguir nos próximos anos. O tema deste Sínodo é “Por uma Igreja Sinodal: Comunhão, Participação e Missão”, e está sendo vivenciado na Arquidiocese de Palmas, tendo como Delegado o Padre Reginaldo Albuquerque.

O Padre explica sobre este momento eclesial da Igreja. “Sínodo = caminhar juntos. Olhando a palavra “sínodo” e seu significado, logo nos vem a pergunta: como estamos caminhando e se juntos!? Para isso, conforme a convocação do santo Padre, estamos na fase diocesana do sínodo. As nossas paróquias já estão vivendo intensamente essa fase. Estão acontecendo as escutas, nos grupos paroquiais, nos organismos arquidiocesanos e também nos grupos, que o documento preparatório do sínodo chama de “grupos à margem”. Evidentemente que tais grupos não são somente os excluídos de todos os modos, trata-se também daqueles que não fazem parte da estrutura paroquial, Igreja”.

O Padre, que é Pároco da São Judas Tadeu, conta a experiência realizada em sua Paróquia. “Fizemos um encontro de escuta com mais de cinquenta famílias assistidas pela paróquia, vinda de diversos lugares de Palmas. Alí encontramos pessoas que precisavam ser ouvidas, independentemente da sua situação. Havia pessoas de outras comunidades cristãs, não só católicas. Todas se demostraram muito abertas para com a proposta do sínodo. Iniciamos rezando e depois fizemos os grupos de escutas. Ao final, todos ficaram gratos porque alguém olhava para eles simplesmente como pessoas, filhos e filhas de Deus. É exatamente isso que está acontecendo na Arquidiocese de Palmas”, destaca Padre Reginaldo.

Ainda conforme o Delegado, o momento de escuta é realizado com acolhimento e discernimento vindo do Espírito Santo. “Isso tudo nos aproxima uns dos outros. O sínodo suscita no coração das pessoas para que saiam e vão ao encontro daqueles que querem simplesmente ser ouvidos, querem sentir que alguém os escuta e que podem também contribuir com a Igreja, mesmo que não sejam das igrejas das quais participam, basta que a proposta seja de acolhida, de escuta sincera, pra todos. Aliás, o sínodo, como o que estamos vivendo, é um convite para que todos escutem, falem e caminhem juntos. Comunhão, participação e missão é uma tríade que faz parte da vida de qualquer pessoa que queira caminhar junto”.

Mesmo com as festividades de final de ano, Padre Reginaldo conclama a comunidade para a experiência do Sínodo. “Avante, irmãos e irmãs, vivamos o sínodo com o coração. Que as nossas paróquias, os organismos, todas as pessoas da nossa arquidiocese continuem fazendo as escutas, acolhendo a todos com essa singular proposta sinodal. Deixemos que o Espírito Santo nos guie nesse caminho sinodal”, conclui.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

Programa Hora da Ave Maria

Domingo
Segunda
Terça
Quarta
Quinta
Sexta
Sábado
X