Arquidiocese de Palmas

Última oportunidade para Asia Bibi: 22 de julho, ante a Corte Suprema do Paquistão

MADRI, 16 Jul. 15 / 12:00 pm (ACI).- O caso de Asia Bibi, a cristã condenada à morte supostamente por ter cometido um delito de blasfêmia contra o Corão, será revisado no próximo dia 22 de julho pela Corte Suprema do Paquistão. Esta será a última oportunidade judicial para que seja absolvida. No caso de isto não acontecer, ela permanecerá na prisão até a execução da pena capital ou até que o presidente do país lhe conceda um indulto.

Conforme informaram algumas pessoas da família da condenada à associação MasLibres.org, na próxima quarta-feira, 22, Asia será levada da prisão de Multán à Lahore para o pedido de apelação.

Essa apelação seria uma das últimas oportunidades para que Asia Bibi seja exonerada da acusação de blasfêmia e da pena capital que a tem mantido na prisão desde 2009 e condenada à morte em 2010.

No caso de a Corte Suprema rejeitar a apelação, somente restaria o pedido de indulto ao presidente do Paquistão.

Conforme declarou Miguel Vidal, porta-voz da plataforma que defende a liberdade religiosa, “embora este pedido fosse muito esperado, o perigo para Asia Bibi não acabaria sequer com uma sentença absolutória, pois os radicais islamistas farão tudo o que for possível para acabar com sua vida”.

Por isso, recordou o compromisso que a plataforma tem há alguns anos com Asia Bibi e sua família: “Estamos dispostos a pôr em marcha um plano de evacuação expresso para Asia e para sua família, se for liberada”.

Conforme explica a organização, além de oferecer ajuda econômica para o sustento da família e os gastos necessários na sua defesa jurídica, MasLibres.org dedicou grande parte do seu trabalho na divulgação do caso de Asia Bibi, inclusive concedeu-lhe um dos seus Prêmios em 2010.

Tanto o esposo de Asia Bibi, como suas duas filhas puderam ter entrevistas com autoridades espanholas e, graças à mediação do MasLibres.org, receberam o apoio pessoal do Papa Francisco no último mês de abril, por ocasião da celebração do I Congresso internacional sobre a liberdade religiosa ‘Todos somos nazarenos’, realizado em Madri.

 

Etiquetas: Asia BibiCristãos perseguidosperseguição religiosaLei anti-blasfêmiaPaquistão

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X